23 de abril de 2009

O Verbo Amar;

Não se ama uma pessoa pelas roupas que ela usa, ou se ela tem fama de tal em um colégio, ou ouve algum tipo de música. Ama-se pelo seu sorriso, cheiro ou até pelas sardas que existem espalhadas pelo rosto do amado (a). Ama-se pela paz que o outro lhe dá, ou até a tormenta que causa dentro de nós. Amar é apenas um pouco disto, o resto são apenas referenciais. O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta, pois é o sentimento mais puro e fiel que o ser humano pode carregar no peito. Cada pessoa tem o seu jeito de amar, e é isso que diferencia uma pessoa da outra fora as características fundamentais, é o jeito que cada um conjuga o verbo amar. O amor é um sentimento duradouro, capaz de se esconder durante anos e reaparecer sem que ninguém perceba. É milagroso, pois é capaz de mudar vidas! O amor é uma dádiva de Deus. É um dom, que todos são capazes de ter.

14 de abril de 2009

A Cada Instante;

E quem um dia irá dizer que existe razão nas coisas feitas pelo coração?

Às vezes penso que os sentimentos mais bonitos começam a desabrochar na primavera, assim como as flores do campo. Claro, só te conheço assim, informalmente. Mas sinto que isso nada influencia no sentimento que reina em nós dois. Estou condenada a não sentir o seu cheiro, de ver o seu sorriso ou escutar a sua voz, isso me deixa horrivelmente angustiada. Mas confesso que sou portadora do sentimento mais traiçoeiro, a esperança. A esperança de um dia te encontrar, mesmo estando convicta de que estamos há milhas e milhas de distância e as chances de nossos olhares se encontrarem é bem pouca.
Mesmo assim, meu coração insiste em bater mais forte quando penso em você. E não fico tão triste em saber que estamos tão longe um do outro, se quer saber. Nossos corpos estão distantes, mas nossos pensamentos estão focados apenas em nós dois. E isso é o que me conforta, saber que sou correspondida apesar de tudo.
Nós desfrutamos do mesmo céu, para apreciar e lembrar das besteiras que conversamos, dos planos que fizemos. Hoje sinto que não sei como viver sem você. É tudo tão confuso! Nunca pensei que encontraria uma pessoa como você, assim tão perto, e ao mesmo tempo tão longe.
É mais forte do que eu, a única coisa que eu sei fazer é pensar em você a cada instante.

[...] Porque Te amo y no puedo llegar un momento lejos de ti.

Conclusões Precipitadas;

As coisas não são mais como antes. Claro, o mundo lá fora continua o mesmo, o que mudou foi a minha forma de vê-lo. E apesar de tudo o que passei, sinto que só aprendi a lição agora.
Não sei se estou perto ou longe, se estou no caminho certo ou não. Mas na verdade, isso não influencia em nada. Temos quer seguir o caminho que desejamos, e sofrer nossas próprias consequências. É a nossa vida, e temos que vivê-la da forma mais intensa que conseguirmos, porque ela é basicamente como estas palavras, a única diferença, é que estas podem ser corrigidas quando eu bem entender, a nossa vida não.
Por isso chore, erre, ame, seja feliz, sofra... Viva! Antes que a sua inspiração acabe, e você não tenha mais vontade de escrever.

Anna B. às vezes não sabe o que pensa.

7 de abril de 2009

Sentimentos Jogados ao Vento

Era uma vez, um cara e uma careta...

[...] Que corriam juntos em direção ao mar, de mãos dadas. Nenhum dos dois precisava de mais nada, além deles mesmos. Um era do outro, e não existia nada além dos dois.
O verão estava mais romântico, ou será apenas ele que iluminava seus dias com um sorriso singelo?

Suas pernas tremiam cada vez que o via. Suas mãos ficavam geladas e inquietas, suas bochechas rosavam e o sorriso insistia em brincar com os seus lábios. Mesmo com uma relação estabelecida há tanto tempo, o sentimento ainda prevalecia.

Mas ele pareceu não ligar, e assim que pôde, fez outros planos...