7 de abril de 2009

Sentimentos Jogados ao Vento

Era uma vez, um cara e uma careta...

[...] Que corriam juntos em direção ao mar, de mãos dadas. Nenhum dos dois precisava de mais nada, além deles mesmos. Um era do outro, e não existia nada além dos dois.
O verão estava mais romântico, ou será apenas ele que iluminava seus dias com um sorriso singelo?

Suas pernas tremiam cada vez que o via. Suas mãos ficavam geladas e inquietas, suas bochechas rosavam e o sorriso insistia em brincar com os seus lábios. Mesmo com uma relação estabelecida há tanto tempo, o sentimento ainda prevalecia.

Mas ele pareceu não ligar, e assim que pôde, fez outros planos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário