17 de setembro de 2009

Indeterminado;

Não sei se você algum dia já sentiu a sensação da desilusão. Confesso que é um sentimento confuso, ou é apenas eu complicando demais as coisas como sempre. Só sei que sinto um grande vazio quando penso em você, e isso tem me incomodado bastante. Onde está aquela tristeza que me invadia quando eu pensava em ti? E quer saber? Até mesmo a tristeza que eu sentia é melhor do que essa sensação estranha.

Sabe meu bem, tenho medo de que isso seja rancor. Tenho medo de que o jogo vire, embora ache muito engraçado imaginar você nessa mesma situação que sou obrigada a passar. Sei que o meu único remédio é o tempo, ele há de curar todas as minhas dores. Mas espero que entenda algum dia, que ninguém no mundo vai te amar tanto quanto eu, ninguém vai amar tanto suas birras, muito menos seus defeitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário