21 de fevereiro de 2012

Quantas vezes você colocou seu coração nas mãos de um estranho, esperando que ele salvasse sua vida?

5 de fevereiro de 2012

Todo escritor sabe que o sentimento que movimenta a cabeça e a inspiração de alguém, é a dor. É ela que muitas vezes motiva a desaguar todas as lágrimas em palavras.
Por muitas vezes sentei onde estou agora, e passei horas e horas escrevendo coisas do meu coração. Hoje não escrevo mais, por rotina ou até outras ocupações. A verdade é que nunca me encontrei num estado de plenitude tão extensa, como estou vivendo agora, e isso me motiva a aproveitar.
Não é justificativa para meu sumiço, porém, estou trabalhando em novos projetos.

Afinal, amor também inspira, felicidade também.

15 de janeiro de 2012

Passei muito tempo assim, frente à frente com o espelho, examinando minhas particularidades. Dei importância até a minha língua, que é responsável por uma série de tristezas. Encarei meus olhos castanhos.
As pessoas costumam dizer que os olhos são o espelho da alma.
Olho no fundo dos meus, e não vejo nada.