23 de janeiro de 2015

Retrospecto;


Esse ano (?) o retrospecto saiu um pouco tarde, por motivos de: reflexões rotineiras, que aliás, o ano que se passou  foi especialista.


O ano de 2014 foi reflexão. Foi um pequeno mártir eterno onde pude perceber onde havia errado e acertado todo esse tempo, e claro, foram mais erros do que acertos – Desvantagens de ser nova na rodovia da vida – pude reconhecer características ruins sobre mim e as pessoas que me rodeiam, e descobri até que ponto eu posso insistir em algo que me machuca.
Até o fechamento do antigo ano, eu ainda estava presa a um encantamento surgido das profundezas do inferno que embaçou minha visão por um longo tempo, mas aparentemente tenho tentado resolver. Também tentei me dedicar a várias artes e uma delas coube direitinho em minha alma, a outra nasceu comigo e estou tentando desenvolver enquanto redijo esse aglomerado de palavras.

Tenho tentado no fim das contas encontrar finalmente o meu eixo, e acabei por descobrir que estou sozinha nessa e em muitas empreitadas, isso normalmente me machuca, mas acho que aprendi, a solidão nunca me abandonou, e sou grata a ela por isso, descobri a importância do silêncio e o meu valor.