30 de novembro de 2016

Abri a caixinha e deixei que descobrissem tudo de mim.
O que não era meu, devolvi.
Agora me sinto melhor.

25 de novembro de 2016

25/11/2016

Veio o vendaval novamente e tirou tudo de mim.
Bagunçou minhas coisas e fez pouco de minha organização.
Bagunçou meus cabelos,
Esbravejou em meus ouvidos,
E jogou areia em meus olhos.
Não importa!
Eu não tenho mais medo!
Jogue tudo janela afora
Eu arrumarei outra vez.
Mudarei a decoração,
Trocarei de lugar,
Quantas vezes for preciso.

Eu não tenho mais medo de você,

E não vou desistir.

10 de novembro de 2016

Quando eu rompi com a minha sina
E decidi me jogar no mundo
Eu não sabia o que estava por vir

Então compreendi que o mundo é mesmo assim
Um experimentar de decisões e aprendizados
Prontos para influenciar a rota que tomaremos na vida.

Quando decidi me jogar no mundo
Finalmente tomei uma decisão
E me tornei minha.

E agora
Neste novo ciclo que se inicia
Eu também não sei o que irá acontecer
Tudo o que sei
É que irei aprender.

Esse é o sentido da vida, afinal.

2 de novembro de 2016

Gosto de saborear coisas quentes,
e não, 
Não falo sobre comida.